Intercâmbio e Cursos para Estudar e Trabalhar no Exterior

Intercâmbio e Coronavírus: tudo o que você precisa saber!

Com o crescimento de casos de coronavírus, diversos países estão tomando medidas provisórias de prevenção. Confira tudo o que você precisa saber para não cancelar o seu sonho de intercâmbio, e sim adiar!

Com o crescimento de casos de coronavírus, classificado pela OMS como pandemia, diversos países estão tomando medidas provisórias de prevenção. Prezando o bem estar coletivo, essas medidas buscam evitar as aglomerações e a transição de pessoas entre países na área de risco. Confira tudo o que você precisa saber para não cancelar o seu sonho de intercâmbio, e sim adiar!
“A única coisa que devemos temer é o próprio medo” – Franklin Roosevelt.

Antes de mais nada, saiba que você pode contar com o apoio da S7 Intercâmbio. Você não precisa cancelar o seu sonho, você pode apenas adiá-lo!

Se você já está no intercâmbio, ou está prestes a embarcar em um, é importante se manter informado quanto à situação do seu país de destino. Informe-se de todas as medidas provisórias que possam afetar a sua viagem:

  • Companhias aéreas: verifique se o seu voo foi suspenso, ou informe-se sobre as condições oferecidas para cancelamento e remarcação. Dentro do cenário atual, as companhias aéreas estão trabalhando com uma flexibilidade muito maior para essas alterações. Confira a página com as atualizações das medidas anunciadas pelas cias aéreas perante ao COVID-19.
  • Fronteira: como prevenção, alguns países estão fechando suas fronteiras temporariamente. É importante informar-se se o seu país de destino está com a entrada e saída de imigrantes normalizada, e manter-se consciente de que essa situação pode ser alterada rapidamente dentro desse cenário. Confira mais informações sobre as fronteiras de alguns destinos de intercâmbio mais abaixo nesse post.
  • Escola: em muitos países, as escolas (de ensino básico, de idiomas, universidades, cursos técnicos…) estão suspendendo temporariamente suas aulas por recomendação governamental. Consulte a situação da instituição onde você está estudando/irá estudar durante o intercâmbio. Se você tem alguma dúvida quanto à sua escola, entre em contato com o seu consultor da S7 Intercâmbio! Confira mais informações sobre o funcionamento das instituições de ensino de alguns destinos de intercâmbio mais abaixo nesse post.
  • Acomodação: tanto os hotéis quanto as casas de estudantes e outras acomodações estão adotando medidas provisórias de prevenção. Verifique se a sua acomodação está funcionando normalmente, e informe-se sobre a flexibilidade oferecida para cancelamento ou qualquer outra alteração.
  • Pontos turísticos, passeios e lazer: diversos destinos estão com as atrações turísticas, restaurantes e bares temporariamente fechados.

Com o rápido avanço desse cenário, as medidas provisórias de prevenção estão sendo atualizadas diariamente, então é importante estar atento para todas as possíveis alterações. Para isso, utilize fontes oficiais e certificadas, além de contar com o suporte do seu consultor de intercâmbio para que todas as alterações ou remarcações da sua viagem sejam feitas da forma mais tranquila e segura possível.

É muito importante manter-se consciente de que esse cenário é temporário, que tem como objetivo prevenir uma disseminação ainda maior do coronavírus.
Lembre-se que mesmo se você não for parte do grupo de risco, você pode ser o agente transmissor do vírus àqueles que são.

E não esqueça: o momento agora é de cuidar de você e do próximo, adiando os seus planos, mas não cancelando! Logo logo, quando tudo voltar ao normal, você vai poder realizar o seu tão sonhado intercâmbio! Você merece viver o seu sonho com tranquilidade. Não cancele, apenas adie!

menina no intercâmbio, dentro do carro na praia

Confira abaixo algumas medidas provisórias tomadas por alguns destinos de intercâmbio até o momento, lembrando que é importante sempre verificar as atualizações. Esse informativo será atualizado na medida do possível, para que nossos estudantes e comunidade possam estar informados, uma vez que as medidas estão mudando de forma muito rápida.

Canadá:

Fronteiras

No dia 05 de outubro de 2020, o governo do Canadá divulgou mais um passo na flexibilização de suas fronteiras na Pandemia. O país anunciou a permissão de entrada de estudantes internacionais a partir do dia 20 de outubro de 2020, com algumas regras e pré requisitos por conta da Pandemia.

Para que o estudante seja elegível a entrar no Canadá, a escola na qual está matriculado deve ser de classificação DLI e possuir seus planos de prontidão do COVID-19 reconhecidos pelo governo. Para certificar-se de que a sua escola está apta a receber estudantes internacionais, confira a página do governo e conte com o total suporte do seu consultor S7.

Demais medidas gerais, como o período de 14 dias em quarentena a partir da chegada no país, se mantêm. A partir do dia 07 de janeiro, passou a ser exigido também a apresentação de um teste PCR negativo.

Vistos

Vistos para o Canadá: até o momento, o consulado canadense não receberá mais nenhuma solicitação de visto, e os agendamentos estão  suspensos por tempo indeterminado. Confira a página do governo canadense com informações de medidas especiais sobre vistos, residências e mais neste período de contenção.

Instituições de ensino

Diversas províncias já anunciaram o fechamento temporário das instituições de ensino, que terão suas aulas adiadas ou acontecerão através de plataformas online. Confira com o seu consultor de intercâmbio sobre o funcionamento da sua escola.

Estados Unidos:

Fronteiras

No dia 14 de setembro de 2020, os Estados Unidos deu o primeiro passo para a flexibilização em suas fronteiras. Até o momento, a flexibilização de voos vindos do Brasil em todos os aeroportos é válida apenas para brasileiros que têm permissão de entrada, como cidadãos americanos, portadores de green card, de visto de residente ou de trabalho. A entrada para turistas ou estudantes internacionais segue restrita até o momento.

Vistos

Vistos para os Estados Unidos: as entrevistas para visto foram canceladas desde o dia 17 de março de 2020, por tempo indeterminado. Os brasileiros que estavam com entrevista agendada precisarão remarcar o atendimento. Acompanhe a página da embaixada americana para manter-se atualizado

Instituições de ensino

Com um novo ano letivo iniciando em setembro, instituições em diversos estados americanos passaram a ter aulas presenciais, tomando todos os cuidados necessários. Conte com o seu consultor de intercâmbio para conhecer a situação da sua escola.

Irlanda:

Fronteiras

A Irlanda está aberta para receber alunos internacionais, incluindo os do Brasil.
Atualmente, quem chega na Irlanda do exterior deve realizar isolamento social por 14 dias, e preencher um formulário obrigatório, disponível no site do governo. (Informação atualizada em 25 de setembro de 2020).

ATUALIZAÇÃO (09 de fevereiro de 2021): Devido ao grande aumento no número de casos da Covid-19 no país, a Irlanda retornou para o nível 5 de lockdown, temporariamente retomando a restrição nas fronteiras. Por enquanto, a medida está programada para se estender até 05 de março de 2021.
Se você está com um intercâmbio educacional programado para a Irlanda, conte com o auxílio do seu consultor para saber a melhor orientação sobre a entrada no país, uma vez que as aulas estão temporariamente virtuais, fazendo com que o motivo da viagem não seja essencial de acordo com as regras do país.

Mais informações sobre o level 5 na página do governo.

Instituições de ensino

O governo irlandês está seguindo um plano de 5 fases para a retomada gradual das atividades gerais do país. Com o aumento de casos confirmados no país, o nível 5 foi retomado a partir de dezembro de 2020. Dentro das restrições desse lockdown, as aulas estão sendo oferecidas de forma virtual. Para as aulas voltarem ao presencial, o país deve retomar ao nível 3.

Conte com o seu consultor de intercâmbio para conferir a situação da sua escola e o funcionamento das aulas.

Visto

Em 26 de janeiro de 2021, o governo anunciou a introdução de restrições adicionais às viagens de curto prazo, que permanecerão em vigor até (pelo menos) 5 de março. Mais informações no site oficial do governo irlandês.

intercâmbio e coronavírus, tudo o que você precisa saber.

Austrália:

Fronteiras

Como medida de contenção do COVID-19, a Austrália anunciou o fechamento temporário da sua fronteira para estrangeiros a partir do dia 20 de março de 2020. Até então, a restrição provisória não afeta a entrada daqueles que são cidadãos, residentes ou parentes próximos.

Vistos

No dia 20 de julho de 2020, o governo australiano anunciou novas mudanças no visto para apoiar os estudantes internacionais nesse cenário atual. As 5 mudanças no visto de estudante da Australia são:

– Os pedidos de visto de estudante aplicados de fora da Austrália, voltarão a ser concedidos. Assim, quando as fronteiras da Austrália reabrirem, os estudantes poderão se organizar para viajar rapidamente para o destino;

– Futuras solicitações de visto de estudante serão gratuitas caso o estudante não possa concluir seus estudos dentro da validade original do seu visto, devido ao COVID-19;

– Os portadores de visto de estudante que estão estudando on-line fora da Austrália, devido ao COVID-19, poderão contar esse período como requisito de estudo australiano para um visto de trabalho pós-estudo;

– Os graduados que possuírem um visto de estudante serão elegíveis para solicitar um visto de trabalho pós-estudo fora da Austrália, se não puderem retornar devido ao COVID-19;

– Será concedido um tempo adicional para que os aplicantes forneçam resultados de proeficiência do inglês, caso o COVID-19 não permita que apresentem esses resultados.

Para mais detalhes, acesse o comunicado oficial do governo australiano.

Instituições de ensino

No momento, algumas escolas estão, aos poucos, retornando com a opção de aulas presenciais, com restrições e seguindo todas os cuidados recomendados. Aulas online seguem sendo uma opção para os alunos.

Atualização do dia 15/07/2020: na cidade de Melbourne, escolas terão que pausar novamente as aulas presenciais a partir da segunda quinzena do mês de julho, voltando com as aulas online por um período de tempo, que pode variar de acordo com a instituição.

Seguros

AHM

O atendimento será realizado e, caso detectado COVID-19, parte dos custos poderão ser reembolsados (alguns serviços, 100%). Mais informações no FAQ.

BUPA

O primeiro atendimento não emergencial deve ser feito por telefone. Se ocorrer entrada em um hospital como atendimento privado por conta do COVID-19, o tratamento cairá sobre a Categoria de cobertura para Pulmão/Peito, que está incluído em alguns planos, incluindo o de Estudante. No entanto, como há diferentes categorias, é preciso entrar em contato antes para confirmar o que está incluído na apólice – é recomendado que entre em contato no 134 135 ou checar o site. Mais detalhes das medidas do seguro BUPA aqui.

Confira as informações sobre os seguros GTA e Travel Ace no final desse post!

Nova Zelândia:

A Nova Zelândia foi um dos primeiros países do mundo a conter a disseminação do novo coronavírus. Em 8 de junho, voltou à normalidade pré-pandêmica, com a maioria das restrições sociais e econômicas levantadas, exceto os controles nas fronteiras. Após o período de casos zerados, o país registrou pelo menos 4 novos casos, retomando ao alerta 2.

Fronteiras

O controle das fronteiras da Nova Zelândia continuam. A entrada é permitida apenas para residentes, que ao chegarem no país devem ser testados e se manterem em quarentena por 14 dias.

O governo, no entanto, priorizará os estudantes internacionais quando as fronteiras da Nova Zelândia reabrirem.

Vistos

Inicialmente, em agosto, a imigração havia suspendido as aplicações de vistos por 3 meses (até o dia 10 de novembro) para as pessoas que estão fora da Nova Zelândia. Em novembro, essa suspensão foi estendida até FEVEREIRO DE 2021. Mais informações no site da imigração da Nova Zelândia.

Instituições de ensino

No dia 09 de junho, a Nova Zelândia entrou no Level 1 do seu plano de contenção. O nível 1 recomenda que de forma segura e com os cuidados de higiene necessários, as escolas retornem, juntamente com os esportes e trabalhos. Para saber mais sobre o Level 1, acesse a página dedicada ao plano do país.

Inglaterra:

Fronteiras

Atualização de novembro 2020: as fronteiras da Inglaterra se encontram abertas com algumas restrições. Inicialmente, o visitante era sujeito a uma quarentena mandatória de 14 dias. Mas, a boa notícia anunciada em novembro 2020 é que há a opção de reduzir esse período para 5 dias.
Como funciona: antes de embarcar, você tem a opção de encomendar um teste (PCR ou Teste Rápido), a ser aplicado no destino. Ao chegar, você deve ficar em isolamento por 5 dias. O teste será aplicado no 5º dia ou após, e no caso de um resultado negativo, você não precisará mais continuar o isolamento.
A previsão do Secretária do Transporte é que essa estratégia do “teste para liberação” seja aplicada a partir do dia 15 de dezembro de 2020.
Informações importantes:
– O valor do teste é arcado pelo próprio viajante.
– Se optar por não realizar o teste, a quarentena mandatória segue em 14 dias.

Como medida de prevenção da propagação do coronavírus, a Inglaterra retomou o lockdown, nesse momento previsto para durar de 05 de janeiro a 19 de fevereiro de 2021.

Como medida de prevenção da propagação do coronavírus, a Inglaterra retomou o lockdown, nesse momento previsto para durar de 05 de janeiro a 19 de fevereiro de 2021.

Instituições de ensino

Com as aulas presenciais canceladas desde março de 2020, as instituições de ensino no Reino Unido passaram a abrir gradualmente em agosto, e anunciando a reabertura geral para a primeira semana de setembro. Conte com o seu consultor de intercâmbio para saber os detalhes da sua escola.

Vistos

No dia 24/03/2020, a Inglaterra anunciou que os visitantes que tiveram sua data de saída do país expirada depois de 24 de janeiro de 2020, mas não puderam deixar a Inglaterra por conta do isolamento ou das restrições de viagens pelo COVID-19, terão esse prazo extendido até (inicialmente) 31 de maio de 2020.

Espanha:

Fronteiras

No momento (25 de setembro de 2020), a fronteira da Espanha encontra-se aberta com restrições. Entrada é permitida para aqueles que possuem visto de estudante e seguro saúde. É necessário preencher um formulário de saúde obrigatório.

Instituições de ensino

Tomando os cuidados e medidas necessárias (principalmente pelo seu aumento de casos ativos), as escolas espanholas retomaram o ensino presencial na primeira semana de setembro.

Intercâmbio e coronavírus, tudo o que você precisa saber. Planeja sua viagem para outra época.

Malta:

Fronteiras

Permitido a entrada desde que passem pelo menos os 14 dias anteriores em um dos países do corredor seguro antes de chegar a Malta. Pode ser necessário apresentar um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida. Não é necessário visto por conta do Acordo Schengen, extensões podem ser feitas no país.

Instituições de ensino

As escolas de Malta devem retornar com aulas presenciais em outubro de 2020, de acordo com o plano do governo.

França:

Fronteiras

Para a entrada na França, no momento (fevereiro 2021), é necessário apresentar a prova de um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida e preencher uma Declaração de Saúde do Viajante. Até 90 dias não é necessário um visto.

Ao chegar no país, é obrigatória uma quarentena de 7 dias ao chegar na França e fazer um teste PCR no fim do sétimo dia de quarentena.

Instituições de ensino

Embora tenha sido registrada uma nova onda de casos no país no mês de setembro, as escolas estão retornando com suas aulas presenciais obrigatórias, com medidas e cuidados necessários.

África do Sul:

Fronteiras

A África do Sul reabriu suas fronteiras, inclusive para brasileiros. Para entrar no país, há algumas exigências a serem seguidas, entre elas:

– Ao entrar na África do Sul, o visitante deve apresentar um teste com resultado negativo para coronavírus, que não seja mais antigo do que 72 horas. Se, ao chegar, o passageiro demonstrar qualquer sintoma, ou tenha tido contato com alguém infectado pelo vírus, o visitante deverá refazer o teste e ficar em quarentena em lugar apropriado por 10 dias, sendo responsável pelos custos;

– Apresentação de passaporte válido;

– Comprovação da vacina da febre amarela;

– Também é recomendado obter o seguro saúde com cobertura para COVID-19.

Uma vez no destino, são implementados os cuidados como uso de máscara e outras medidas de higiene e distanciamento.

Instituições de ensino

Após dois períodos de fechamento total, as escolas sul africanas reabriram na última semana de agosto, com os cuidados necessários.

Itália:

Fronteiras

A África do Sul reabriu suas fronteiras, inclusive para brasileiros. Para entrar no país, há algumas exigências a serem seguidas, entre elas:

– O viajante deve apresentar um teste Covid-19 negativo, obtido no máximo 72 horas antes da data da viagem. Se o viajante não conseguir produzir um teste Covid-19 negativo, ele precisará fazer uma quarentena obrigatória por conta própria em sua acomodação;

– Passaporte válido;

– Vacina da febre amarela;

– Seguro saúde com cobertura para COVID-19.

Uma vez no destino, são implementados os cuidados como uso de máscara e outras medidas de higiene e distanciamento.

Mais informações no site oficial de Cape Town.

Instituições de ensino

As escolas da Itália retornaram com suas aulas presenciais em setembro, iniciando um novo ano letivo com os cuidados necessários.

Passaportes:
No dia 17 de março a Polícia Federal suspendeu temporariamente a emissão de passaportes, limitada exclusivamente a pessoas que tenham extrema necessidade (e a mesma seja devidamente comprovada). Os demais casos serão reagendados. Você pode acompanhar mais informações no site da Polícia Federal

Para conferir demais informações e restrições desses e outros países, confira a ferramenta do mapa digital, que fornece atualizações sobre as mudanças de todos os cantos do mundo.

De maneira geral, os países estão se mobilizando para que não haja aglomerações, sejam elas grandes ou pequenas, desde um show a um encontro com poucos amigos em casa. As recomendações são para o distanciamento social, que inclui só sair de casa para o extremo necessário, como compras de supermercados.

Ao comprar comida e outros materiais, é importante pensar no coletivo, comprando apenas o necessário, pois a grande estocagem de alimentos e materiais de higiene causa a falta desses itens à outras pessoas, além de fazer com que os preços fiquem mais altos.
E claro, é crucial, além de evitar contato, sempre lavar bem as mãos e usar álcool em gel 60% a 70%.

Não há motivo para pânico, apenas para conscientização e pensamento coletivo.

Organize-se para fazer as alterações necessárias no seu planejamento do intercâmbio, e lembre-se que isso é apenas uma pausa! Não desista do seu sonho, adie ao invés de cancelar!
Conte com o suporte da S7 Intercâmbio


+20 Anos
No Mercado
Lider no Google
entre as agências de intercâmbio
+2,500
Clientes Anuais
+40,000
Leads por Ano
12 Websites
Especializados
+250 Pacotes
de intercâmbio
Top Destinos
pelo mundo
Ferramentas
de última geração
+ Anos
No Mercado

Líder no Google

Entre agências

+
Leads por Ano
Websites
Especializados

Seja um Advisor de Educação Internacional

Trabalhe remotamente de onde quiser!


20 Anos

Atendimento via Whatsapp